Publicidade
Facim 2024
Início Sociedade HCM sem meios para diagnóstico, profilaxia e tratamento da Hemofilia

HCM sem meios para diagnóstico, profilaxia e tratamento da Hemofilia

0
109
Publicidade
Easyhost Moçambique, SA
Publicidade
Voip Telecom, SA

O Hospital Central de Maputo continua preocupado com a falta de meios para o diagnóstico, profilaxia e tratamento da hemofilia, doença que resulta da diminuição de proteínas no organismo humano.

A hemofilia é uma doença genética e hereditária que afecta principalmente o homem, por possuir um só cromossoma X, caracterizando-se pela dificuldade de coagulação do sangue, permitindo sangramentos prolongados nas articulações e outras partes do corpo.

Segundo o médico hemato-oncologista, Virgílio Nhamtumbo, afecto ao Hospital Centra de Maputo, há necessidade de se adquirirem medicamentos como factores 8 e 9, para o tratamento das pessoas com Hemofilia e outros distúrbios hemorrágicos.

O especialista em hemato-oncologia falava esta quinta-feira, em entrevista á Rádio Moçambique, a propósito da celebração, ontem, 17 de Abril, do Dia Mundial de Hemofilia.

Virgílio Nhamtumbo sublinhou que as pessoas hemofílicas enfrentam problemas de estigmatização no meio social e, consequentemente, a falta de auto-estima.

O médico hemato-oncologista, Virgílio Nhamtumbo, alerta para a divulgação de informações que visem a sensibilização da sociedade sobre as coagulopatias, considerando que a patologia já levou pessoas que sofrem de hemofilia a frustrações e ao suicídio.

Até ao momento, cerca de sessenta pacientes adultos estão em processo de acompanhamento, no Hospital central de Maputo, para prevenir sangramentos causados pela doença.

Publicidade
DK Eventos

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui