Início Criminalidade Funcionário do hospital provincial de Chimoio detido por burla de vagas de...

Funcionário do hospital provincial de Chimoio detido por burla de vagas de emprego na saúde

36
0
Publicidade
Fleetrack Moçambique, SA


Um funcionário do Hospital Provincial de Chimoio (HPC) encontra-se detido sob a acusação de burla, após alegadamente extorquir cerca de 600 mil meticais a mais de dez cidadãos na província de Manica, centro de Moçambique.

O indivíduo, cujo nome não foi divulgado, foi detido na quinta-feira e é suspeito de solicitar dinheiro sob a promessa de garantir emprego no setor da saúde.

Publicidade
Decoração DK Eventos

Segundo relatos, os valores exigidos variavam de acordo com o interesse de cada candidato. Para vagas em áreas técnicas, o suspeito alegadamente cobrava 80 mil meticais, enquanto para agentes de serviço exigia 50 mil meticais.

O pagamento era feito em duas parcelas, sendo metade do valor pago para cada uma das vagas.

O porta-voz do Serviço de Investigação Criminal (SERNIC) em Manica, Paulo Candeeiro, revelou que a detenção do suspeito foi possível devido às denúncias feitas pelas vítimas.

“Cumprimos com a nossa obrigação e procedemos à detenção deste indivíduo, que estava a cobrar dinheiro a vários cidadãos com a promessa de emprego no setor da saúde”, afirmou Candeeiro.

As investigações apuraram que o suspeito de facto recebeu valores monetários por transferência via telemóvel. Agora, um processo-crime foi instaurado e o indivíduo será levado à justiça para responder pelos seus atos.

Por sua vez, o suspeito admitiu a prática do crime e alegou ter conseguido vagas para alguns candidatos, embora ainda houvesse dois que não tinham sido contactados.

A diretora do Hospital Provincial de Chimoio, Marília Pugas, afirmou que a instituição repudia veementemente este tipo de comportamento e apelou à colaboração dos lesados com as autoridades judiciais para desmantelar toda a rede de burladores.

“Condenamos veementemente esta atitude, principalmente quando envolve os nossos colegas. O ingresso no quadro da saúde não é feito mediante o pagamento de valores monetários, mas sim através de concursos públicos”, destacou Pugas.

Publicidade
Internet de Moçambique,SA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui