Início Sociedade Nampula: Malária mata 44 pessoas, nos primeiros três meses deste ano

Nampula: Malária mata 44 pessoas, nos primeiros três meses deste ano

30
0
Publicidade
Fleetrack Moçambique, SA

Nos primeiros três meses deste ano, pelo menos 44 pessoas perderam a vida devido à malária na província de Nampula, um aumento significativo em comparação com as 13 mortes registadas no mesmo período de 2023, revelaram dados oficiais.

Jaime Neto, Secretário de Estado em Nampula, destacou que este aumento representa um crescimento de 238%.


A malária continua a ser um desafio de saúde pública em Nampula, contribuindo com 21% dos casos a nível nacional. A prevalência é particularmente alta, atingindo 54% em crianças menores de 5 anos. Além disso, a doença é responsável por cerca de 30% dos internamentos na província.

Para enfrentar este desafio, o governo implementou diversas medidas, incluindo a distribuição de redes mosquiteiras, sensibilização da população e campanhas de pulverização intra-domiciliária. Este ano, está prevista a distribuição de mais de 327 mil redes mosquiteiras em Nampula, como parte dos esforços para reduzir a incidência da malária.

No entanto, o Secretário de Estado apelou à adesão voluntária das famílias às campanhas de pulverização intra-domiciliária, especialmente em áreas urbanas, e à necessidade de combater a desinformação sobre o uso de inseticidas.

O Dia Mundial de Luta Contra a Malária, celebrado em 25 de abril, destaca a importância de intensificar os esforços de prevenção e combate à doença. Este ano, a efeméride foi marcada pelo tema “Promover o acesso aos serviços de Saúde, equidade de género e direitos humanos para acabar com a Malária”, reconhecendo a necessidade de um esforço coletivo para controlar efetivamente essa doença devastadora.

Publicidade
Internet de Moçambique,SA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui